quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Preparada para o sucesso


Bomba H

Esse destrambelhado ditador da Coreia do Norte conseguiu assombrar o mundo mais uma vez. Indagorinha insultou seus vizinhos espocando uma “bombinha” de hidrogênio, a famosa Bomba H (Mais terrivelmente destruidora que aquelas que fecharam o tempo no Japão, em 1945). O teste nuclear, confirmado pela TV estatal do país, causou um abalo sísmico naquele pedaço de mar oriental.

Até sua aliada, não menos ditadora, China ficou mordida com a traquinagem do protótipo de Satanás.
Coreia do Sul, Rússia, Japão mais um pessoal europeu e os EUA acionaram o Conselho de Segurança da ONU dizendo "que assim também já é demais também!" e "que isso num vai ficar assim não, seu carai!". E começaram a afiar as espadas e azeitar as ogivas. Já sinto cheiro de Napalm ao amanhecer...

Tem muito guerreiro rangendo os dentes e estalando os dedos.
Acho que o bicho bruto vai ser solto na buraqueira.

Enquanto isso o Estado Islâmico tocou fogo em mais uma igreja cristã, com todo mundo dentro. Mas isso é pouco importante para essa divina imprensa comandada pela Magrelisa Torrone.

Temo que, dessa vez, o moleque ridículo, filhote de ditador, assassino, desgraçado, maldito... e seus asseclas covardes, pilantras e megalomaníacos levem uns cascudos tão raivosamente bem tacados no topo do cocuruto, que sobre dor de cabeça pra toda criatura de Deus que estiver por perto e escutar o estampido da pancada.

Quem sobreviver dirá!

Até porque quando o homem mais poderoso do planeta chora pela paz - mas também sabe bater - é que as pedras vão rolar.

Deus nos proteja e guarde.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Maioridade penal

- GANHAMOS, COMPANHEIROS!

Disse o "ativista" da UNE, pele rosada, olhos vermelhos, agitando sua bandeira vermelha, com uma estrela branca no meio, enquanto conferia em seu Smartphone de última geração, dentro do espelho d'água, em frente à Câmara dos Deputados, o resultado da votação rejeitando a proposta de redução da maioridade penal.

- PERDEU, PLAYBOY!

Disse o "dimenor" da rua, pele opaca, olhos vermelhos, agitando sua 765 prateada, com várias cruzes gravadas no cabo, enquanto rasgava com sua faca afiada a barriga do ex-dono do Smartphone de última mão e saiu correndo pela rampa, em frente ao Congresso Nacional, comemorando a votação que rejeitou a proposta de redução da maioridade penal, o deixando livre e feliz até que a morte o pare.